| visualizações: 1464   

Crotalária é a nova aposta de combate à dengue



 
 
Planta atrai libélulas, que são predadoras naturais do mosquito
 
 
Flores amarelas por todos os lados no jardim de casa. Sentiu a boa energia e a beleza? Agora, imagine flores amarelas que são um repelente natural de combate ao mosquito causador da dengue. Trata se da Crotalária Juncea, uma leguminosa, tipicamente plantada após a retirada das produções em lavouras, um tipo de adubação verde. Vinda da lavoura, a Crotalária vem ganhando cada vez mais espaço nos jardins de casas e empresas. Isso porque descobriu-se nela uma poderosa arma biológica para o controle da dengue.
 
E como isso acontece?
 
A Crotalária atrai a libélula, um inseto predador do mosquito da dengue. Com o plantio da Crotalária no jardim ou quintal de casa, ou até no jardim da empresa, a libélula, que busca colocar ovos em água parada, assim como o mosquito Aedes Aegypti, vai depositar seus ovos, essas larvas vão se alimentar das larvas do mosquito transmissor da dengue acabando com aquele foco. O mesmo acontece com a libélula adulta, ela é predadora e se alimenta de pequenos insetos, o que inclui o Aedes Aegypti. Assim, quebra-se a cadeia reprodutora do mosquito da dengue. Mas, atenção! As outras armas de combate, como manter quintais e jardins limpos e sem água parada continuam.
A Crotalária vai ajudar no combate a infestação, mas os cuidados em casa ou na empresa permanecem. Fique atento!
 
 
 
 
Como a Crotalária se desenvolve para combater a dengue?
 
 
A Crotalária Juncea cresce de 60 centímetros a no máximo 1 metro de altura. Se bem cuidada, ela floresce em até 90 dias. O manejo deve ser feito justamente nessa fase de florescimento, quando o adubo verde apresenta o máximo acumulado de nutrientes. Esse é o momento em que normalmente o mosquito da dengue já é mandado para bem longe de casa. Em algumas cidades do país como em Sorriso, no Mato Grosso, sementes de Crotalária estão sendo plantadas pela cidade, que num único mês de pleno verão, com chuvas intensas, não registrou nenhum caso de dengue depois que as sementes foram espalhadas pelo município. Na cidade de Dracena, no interior de São Paulo, sementes de Crotalária foram distribuídas aos moradores para que plantem em suas casas, na tentativa de diminuir os casos de dengue no município.
 
Onde comprar a Crotalária?
 
A Crotalária pode ser encontrada em lojas  de sementes e adubos  ou artigos gerais de agronegócio. Você encontra também na Plantei, que entregam em todo Brasil, confira: plantei.com.br/crotalaria
 
 
   Passo а passo dе соmо plantar е cuidar dа Crotalária
 
  A Crotalária prefere solo fértil е locais frescos. Faça covas dе 2 cm dе profundidade, е 50 cm  dе  distância еntrе cada cova. Coloque еm cada cova 2 sementes dе Crotalária. Regue  diariamente  nа fase dо nascimento dа semente, mas tenha cuidado раrа nãо deixar о solo  muіtо encharcado. A Crotalária requer оѕ cuidados básicos, quе geralmente tеmоѕ соm аѕ  outras plantas dе nоѕѕо quintal оu jardim. Pоr ѕеr umа planta соm alta toxidade é aconselhável  tеr um cuidado especial соm animais domésticos, pois caso o bicho ingira as sementes ou a  flor, pode ter complicações no fígado. O ideal é manter os animais longe dа plantação dе  Crotalária. A Crotalária ѕе adapta bem à seca е ао clima quente, mas nãо suporta о frio  constante, quе pode prejudicar as plantas pequenas. Então cuide de seu jardim de Crotalárias,  ela combate o mosquito da dengue e pode proteger sua família.
 
 
 
Conheça melhor a Crotalária Juncea, que combate a dengue
 
Origem: Índia e Ásia Tropical Nome científico: crotalaria junceae Ciclo vegetativo: Anual (210 a 240 dias) Fertilidade do solo: Média a alta (solos bem drenados) Forma de crescimento: Ereto, subarbustivo Utilização: Tóxica aos animais pode ser usada para adubação verde, produção de fibras e controle de mosquito da dengue Altura: Até 1 metro Precipitação pluviométrica: Acima de 800 mm Tolerância a seca: Alta Tolerância ao frio: Média Tolerância ao encharcamento: Baixo Profundidade de plantio: 2 a 3 cm.
 
 
 

DATA DA POSTAGEM 24-01-2016

Gostou! Compartilhe com os amigos.



Deixe seu comentário


 
 
 

 
 
         

 
procurar notícias

 
 
 
Todos os direitos reservados
redação 67 84569691
Acessos: 2595711