Ronei Ribeiro | visualizações: 67   

João César Mattogrosso participa de reunião para tratar sobre o Censo Agropecuário 2017



 
 
Foram colocadas em pauta as ações do Censo Agropecuário 2017, no auditório do Sistema Famasul – Federação de Agricultura e Pecuária de MS. O evento, promovido pelo IBGE – Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística, reuniu as comissões municipais para discussão e contou com a participação de entidades ligadas ao setor, do poder público e da Câmara Municipal de Campo Grande, representada pelo vereador João César Mattogrosso.
 
A finalidade central desta reunião foi a de apresentar os dados coletados para apreciação das entidades, a fim de validá-los. Segundo o Instituto, esta prática é vital para o andamento dos trabalhos e já tem sido aderida há alguns anos nos processos realizados. Foi apresentado ainda o equipamento DMC, que é utilizado pelos recenseadores para coleta dos dados, com transmissão das informações direto do campo e checagem por parte da equipe técnica em tempo real.
 
Com o novo Censo Agropecuário, com previsão de início para 01 de outubro de 2017, espera-se que os dados retratem a realidade de cada local, possibilitando o planejamento, monitoramento e avaliação das políticas públicas do segmento. Para realização dos trabalhos haverá uma equipe de mais de 27 mil servidores trabalhando em todo o país e resultará em publicações que permitirão um conhecimento maior do agronegócio no Brasil, pelo viés econômico e populacional.
 
Uma das preocupações apresentadas pela equipe técnica do IBGE foi a respeito da divulgação dos trabalhos para que haja cooperação dos entrevistados para que os dados coletados sejam fidedignos e ajudem a construir um cenário que represente a realidade. Além disso, a coordenadora do Censo Agropecuário, Elenice Cristaldo, enfatizou a importância da parceria das entidades e do poder público para o sucesso da pesquisa.
 
Entre as informações que serão atualizadas, estão o número de estabelecimentos agropecuários nos municípios, níveis da produção de alimentos e criação animal, além dos aspectos econômicos e demográficos. O último censo agropecuário registrado pelo Instituto foi realizado em 2006 e aponta que em Campo Grande existem 1683 estabelecimentos agropecuários.
 
O vereador João César Mattogrosso, que acompanhou o evento em nome da Casa de Leis, destaca a importância de atualizar estes dados. “A partir da atualização destas informações, poderemos verificar os índices de produtividade do agronegócio e observaremos qual o posicionamento do nosso município em relação aos demais, assim como do nosso Estado, sendo possível desenvolvermos políticas públicas que tragam maior eficiência para o setor”.
 
Sendo a única pesquisa que vai a todos os estabelecimentos agropecuários do país, o Censo Agropecuário visa obter as informações de cada produtor sobre o quê, onde, quando e como produz, seja um agricultor familiar ou um grande produtor. Segundo o IBGE, estabelecimento agropecuário é toda unidade de produção dedicada, total ou parcialmente, a atividades agropecuárias, florestais e agrícolas. Independentemente de seu tamanho, de sua forma jurídica (se pertence a um produtor, a vários produtores, a uma empresa, a um conjunto de empresas etc.) ou de sua localização (rural ou urbana), todo estabelecimento agropecuário tem como objetivo a produção, seja para venda (comercialização da produção) ou para subsistência (sustento do produtor ou de sua família), constituindo-se assim uma unidade recenseável.
 

DATA DA POSTAGEM 02-08-2017

Gostou! Compartilhe com os amigos.



Deixe seu comentário


 
 
 

 
 
         

 
procurar notícias

 
 
 
Todos os direitos reservados
redação 67 84569691
Acessos: 2651438