Ronei Ribeiro | visualizações: 14   

Prefeitura distribui cerca de 60 toneladas de alimentos por mês a famílias de baixa renda



 
Mais de 59 mil pessoas são beneficiadas mensalmente com alimentos fresquinhos, saídos diretamente da agricultura familiar. A Prefeitura de Campo Grande, por meio da Secretaria Municipal de Assistência Social, da Secretaria Municipal de Desenvolvimento Econômico e da Ciência e Tecnologia e da Conab entrega mensalmente a 130 entidades cerca de 60 toneladas de alimentos.
 
 
As hortaliças, legumes e frutas que chegam à Central de Processamento de Alimentos, diretamente das hortas e assentamento, são separados, higienizados, armazenados e depois distribuídos às entidades beneficentes e CRAS.
 
Em visita à CPA, o prefeito de Campo Grande pontuou a importância do trabalho realizado pela prefeitura para movimentar esta rede. “É um apoio importante para as famílias mais necessitadas e também para o pessoal da agricultura familiar e pequenos produtores organizados em associações. Melhoramos as condições de trabalho, recuperamos a câmara fria e vamos continuar investindo no atendimento social”, afirmou.
 
Vice-prefeita de Campo Grande, Adriane Lopes, lembrou que o trabalho é um compromisso da atual gestão. “Estamos cumprindo as nossas metas do Plano de Governo. Fizemos um compromisso de fornecer o melhor e estamos aqui averiguando. Tudo que foi acordado está acontecendo. Os alimentos que estão sendo entregues às entidades são de primeira. A população de Campo Grande merece e nós estamos aqui para servi-los”, salientou.
 
Já a primeira-dama, Tatiana Trad, destacou a qualidade dos alimentos. “Fiquei impressionada com o local, com a qualidade dos alimentos. Saber que a nossa população está sendo assistida com o melhor que nós podemos oferecer é um compromisso de gestão que esta sendo cumprido. E é mais que isso, é oferecer o melhor, aquilo que a gente quer pra si, oferecer para outras pessoas”, frisou.
 
 
Secretária Municipal de Assistência Social, Maria Angélica Fontanari, falou sobre a importância da parceria para o fornecimento de alimentos aos usuários. “O CPA é de extrema importância porque é a partir daqui que são fornecidos todos os hortifrutis aos usuários de todos os CRAS e de todas as unidades assistidas. São 42 unidades da SAS e 63 entidades da rede socioassistencial, como abrigos e residências inclusivas”, explicou.
 
Ela ainda lembrou ueparte desses alimentos são levados pelos usuários para as suas casas. Para receber o alimento é preciso participar das atividades ofertadas pelos CRAS – ou seja – tem que ser usuário da rede assistencial.
 
Como funciona?
 
O secretário municipal de Desenvolvimento Econômico e da Ciência e Tecnologia, Luiz Fernando Buainain, lembrou que tudo é possível graças a retomada dos trabalhos juntos aos agricultores familiares.
 
“A Sedesc apoia com informação e suporte de como deve ser feita a produção deste alimento. Também oferece maquinário para que os produtores possam utilizar em suas plantações. Em breve vamos ter um caminhão de logística para trazer este alimento dos assentamentos para a CPA. Esta é uma medida necessária para que eles possam escoar melhor a sua produção”, apontou.
 
Coordenador do CPA, Delvani Balbueno frisou a importância da parceria entre a Sedesc e a Conab e da qualificação da mão de obra. “A gente qualifica os colaboradores para que saibam como transportar a mercadoria de forma correta para manter a qualidade do alimento. Para ser entregue com qualidade. Consertamos uma câmara fria que estava há um ano e meio desativada e com isso estamos entregando alimentos cada vez com mais qualidade”, finalizou.
 
 
 

DATA DA POSTAGEM 02-08-2017

Gostou! Compartilhe com os amigos.



Deixe seu comentário


 
 
 

 
 
         

 
procurar notícias

 
 
 
Todos os direitos reservados
redação 67 84569691
Acessos: 2537586