Ronei Ribeiro | visualizações: 15   

Prefeitura inaugura espaço de fisioterapia com capacidade para 3 mil atendimentos por mês



 
Com capacidade de até 3 mil atendimentos por mês, o Espaço de Fisioterapia, que está localizado no PAPE – Ambulatório Médico do IMPCG – na Rua Orfheu Bais, 77 – Bairro Amambai – foi inaugurado na manhã desta quarta-feira (2). A solenidade integra a programação de festividades em comemoração aos 118 anos de Campo Grande.
 
O local contará com três turnos de atendimentos e oferecerá diversos serviços aos servidores públicos municipais. A idéia é que os servidores tenham um ambiente estruturado, com todos os aparelhos e ferramentas necessárias para que possam ter mais qualidade de vida.
 
 
De acordo com a coordenadora do Centro Médico e do Setor de Fisioterapia, Veruska Ostemberg, o espaço vem somar com as outras especialidades que o IMPCG já oferece.
 
“Temos fono, psicologia, nutrição… Não tinha fisioterapia, os usuários pediam bastante, porque a nossa localização é privilegiada, centralizada. A idéia é oferecer um atendimento com mais qualidade para os beneficiários e menor custo, já que eles não vão mais precisar pagar o valor participativo”, explica
 
O prefeito Marquinhos Trad salienta que a economia não é apenas para o beneficiário, mas também para prefeitura. “Era um espaço que servia de depósito para arquivos e documentos e quando vimos essa pouca utilidade o diretor-presidente (Lauro Davi) deu a idéia e entramos em contato com o Conselho de Fisioterapia. Reutilizamos, conseguimos arrumar sem ônus nenhum, apenas com parcerias, e estamos entregando um espaço que vai atender quase 3 mil pacientes mês, com 8 profissionais”, frisa.
 
O Espaço de Fisioterapia é uma parceria com a Clinica Sândalo, que cedeu os aparelhos em comodato, sem ônus para o município.
 
Diretor-tesoureiro do Conselho Regional de Fisioterapia e Terapia Ocupacional da 13ª Região de MS, Rodrigo Lucchesi pontua que o conselho apoia a iniciativa. “Nós apoiamos completamente. A gente entende que o tratamento proposto aqui é mais resolutivo para a população. Nossa população está envelhecendo, está adoecendo e a gente sabe que a fisioterapia entra nesse contexto da reabilitação, da melhor qualidade de vida. A fisioterapia vem ao encontro disso, de melhorar aquela dor que limita os movimentos. Temos índices altíssimos de afastamento por esforço repetitivo. A gente tem certeza que aqui haverá melhora da qualidade de vida dos servidores”, pontua.
 
 
Para finalizar o diretor-presidente do Instituto Municipal de Previdência de Campo Grande, Lauro Davi, falou da importância de se ofertar serviços em rede própria. “Estamos buscando concentrar os serviços, com isso conseguimos melhorar a qualidade, facilitar o acesso. E a remontagem da fisioterapia aqui significa ocupar esse espaço, buscando melhor atendimento. Isso vai ao encontro da tendência de serviços de saúde que estão buscando a rede própria. Quanto mais tiver de serviços próprios, mais se tem a garantia do atendimento da população, com valores menores e controle de qualidade e de desperdício”, concluiu.
 
 

DATA DA POSTAGEM 03-08-2017

Gostou! Compartilhe com os amigos.



Deixe seu comentário


 
 
 

 
 
         

 
procurar notícias

 
 
 
Todos os direitos reservados
redação 67 84569691
Acessos: 2537531