Ronei Ribeiro | visualizações: 38   

Além de eleger Odilon governador PDT quer fazer 2 federais e 5 estaduais



 
 
Para as eleições de 2018 o PDT quer se transformar num dos maiores partidos de Mato Grosso do Sul e do País, por conta de candidatos na majoritária com reais condições de vencer as eleições. Para isso, conta com o presidenciável Ciro Gomes, ex-governador/CE e o juiz Odilon de Oliveira, ao governo do Estado. Esta foi esta a tônica da solenidade de posse do vereador Odilon de Olivera Jr na presidência do diretório municipal do partido em Campo Grande, na noite de quinta-feira, que contou com a presença do ex-ministro Carlos Lupi, presidente nacional do PDT e diversas autoridades da Capital e interior.
 
“Estamos trabalhando a vinda do juiz Odilon para somar força conosco tão logo ele se aposente neste segundo semestre de 2017. Sem dúvida nenhuma, será um grande nome para disputar as eleições para governador de nosso Mato Grosso do Sul”, afirmou o deputado federal Dagoberto Nogueira, presidente do diretório regional do PDT. Ele informou também que o partido tem como meta eleger não só o presidente da república, governador em MS, mas também dois deputados federais (por MS) e de 4 a 5 deputados estaduais.
 
Carlos Lupi também falou do “namoro” com o juiz, que só não esteve presente à solenidade de posse de seu filho, o vereador Odilon de Oliveira Jr, por questões éticas. “Mas, o namoro está muito bem adiantado e tão logo ele se aposente, deveremos contar com ele para esse grande projeto de mudança e transformação em benefício da sociedade sul-mato-grossense”, afirmou o ex-ministro. Outro “namorado” do PDT anunciado, também presente à solenidade, é o ex-deputado federal Antônio Carlos Biffi, que estaria com “um pé” dentro do partido de Brizola.
 
Lupi fez duras críticas à situação política do país nos últimos tempos e lamentou o “mar de corrupção” que se instalou nos últimos governos. Para ele, agora é a hora e a vez do PDT chegar ao poder, sem máculas como a maioria dos partidos e políticos brasileiros. “Ciro Gomes é um homem inteligente e muito bem preparado para recuperar o desenvolvimento do país”, afirmou.
 
Para o governo de Mato Grosso do Sul, segundo a cúpula do PDT, o nome do juiz Odilon de Oliveira possui os requisitos e qualidades necessárias para alavancar o Estado rumo ao desenvolvimento. Seus mais de 30 anos de magistratura do o teriam colocado em condições de conhecer bem a realidade do Estado para estabelecer e executar o melhor plano de governo.
 
O novo presidente do diretório municipal do partido, vereador Odilon Jr afirmou que vai trabalhar muito com todos os segmentos da sociedade, para fortalecer o projeto político do partido  que busca o resgate do cidadão e alicerçando suas ações por intermédio da educação. “Vamos nos aproximar mais dos jovens, dos idosos, dos negros, das mulheres, enfim, de todos os segmentos de nossa sociedade para estabelecermos juntos um plano de trabalho e de desenvolvimento de nossa comunidade”, afirmou.
 
Odilon se emocionou quando falou de seu pai, que sempre foi e continua sendo um exemplo de homem público preocupado com o bem estar geral das pessoas, das famílias.
 
Entre os presentes que lotaram o auditório da Anoreg na noite de quinta-feira, estavam lideranças sindicais que integram o PDT sul-mato-grossense, como o diretor Força Sindical, Estevão Rocha dos Santos; da Central dos Sindicatos Brasileiros (CSB), José Lucas da Silva; Jefferson Borges, da União Geral dos Trabalhadores (UGT). Presentes também à solenidade, vereadores e lideranças de diretórios do interior de Mato Grosso do Sul e de entidades de classe.
 

DATA DA POSTAGEM 09-08-2017

Gostou! Compartilhe com os amigos.



Deixe seu comentário


 
 
 

 
 
         

 
procurar notícias

 
 
 
Todos os direitos reservados
redação 67 84569691
Acessos: 2594432